quarta-feira, 26 de novembro de 2008

insónia


As horas a passar e os olhos a não obedecer.

Uma e outra, marcada pelo relógio da igreja, a desfilar insolente, perante a vigília.

Que raio de insónia, irritante, desatinadora, ladra de horas de descanso e de sonho, provocadora de neuras irascíveis.

Do lado direito, ressona placidamente o companheiro de toda a vida, inocente da consciência tão desperta que lhe observa os movimentos.

No entretanto, abre-se, ali mesmo, a porta para o jardim virtual, um passar de olhos pelo Bairro, àquela hora tão silencioso, mas tão frequentado. Respeita-se e aproveita-se esse silêncio para passear, porque o sono não chega, e o roncar persistente começa a enervar.

Espreitam-se janelas, à primeira vista sem luz, que escondem movimentos lentos, sorrateiros, de conversas íntimas que não se querem ouvir, de desabafos, de enamoramentos, de insinuações, quase todas reflexo de solidão e desespero.

Àquela hora é assim. Os sentimentos mais ocultos, descobrem-se a coberto do véu da noite, a coberto de tantas insónias, como a minha.

Fecho a porta.

Aquele ressonar, faz-me adormecer calmamente.

Tenho sorte. Não estou sózinha.

28 comentários:

salvoconduto disse...

Aquele ressonar faz-me adormecer calmamente? Nem os carneiros! Não fora uma volta pelo bairro e seria até de manhã...

Gi disse...

As insónias, de vez em quando, são boa companhia. Ajudam-nos a reflexões que não temos tempo de fazer quando estamos acordados.

pedro oliveira disse...

Sim é muito bom não estar sózinho e então nestas noites de "briol"...

às vezes acordo de noite, por uma razão qualquer e demoro sempre um pouco a adormecer, os filmes que me passam pela cabeça são variados e não poucas vezes projecto o dia seguinte na cabeça.Raramente acontece o que tinha planeado.

Penso que hoje tenho um post que lhe interessa Si.Tem tudo a ver com as suas/nossas sextas-feiras aui no seu cantinho.

PO
vilaforte

Vekiki disse...

Si, eu não sofro de insónias, mas gosto de ficar por aqui no silêncio da noite. Filhos a dormir, marido a dormir (no sofá), e eu posso pensar melhor, juntar as minhas letras e formar as palavras que vou deixando espalhadas por aí!
Bj

Patti disse...

Todo o pensamento da insónia está muito bem engendrado, mas eu nunca veria qualquer romantismo ou adormeceria ao som de um ressonar.
Por mais baixo que fosse.

Tretoso Mor disse...

Si,

Tem sorte, ou cultivou a companhia?...

Tretices grandes para Si.

de dentro pra fora.... disse...

Á já algum tempo que não sofro com esse mal, pouca coisa me consegue tirar o sono.
Soubeste aproveitar o tempo.

Antonio saramago disse...

Quando caio no vale dos lençois, é uma directa a dormir até á hora do erguer, mas também não preciso de despertador, está tudo sincronizado.
Adoro também comtemplar o silêncio da noite!!!

Filoxera disse...

Melhor que não estar sozinha é estar bem acompanhada...
Beijos.

Miepeee disse...

Nao sofro de insonias e nao tenho ninguem ao meu lado, mas se tivesse e ressonasse nao ia reagir da mesma forma.
Quando por algum motivo nao consigo dormir, tenho de sair da cama, vejo televisao, leio ou oico musica ate ser vencida pelo cansaco.

Si disse...

Salvo,
Carneiros??
Veja lá se para além da insónia lhe pregam brucelose...livra!! rsrsrs

Si disse...

Gi,
Foi exactamente o que me aconteceu.
E essa reflexão acalmou-me um espírito irritado.

Si disse...

Pedro,
Já lá fui e deixei o 'testamento' do costume...já me conhece, não é??

Si disse...

Vekiki,
As minhas insónias já foram 'domesticadas' e por isso, quando acontecem, irrito-me.
E há uma grande diferença entre silêncio e solidão, não é?

Si disse...

Patti,
Normalmente também não gosto desse som. Mas perante situações de solidão, não é romantismo, é mesmo um conforto saber que temos esses ruídos ao nosso lado. E quando estamos confortaveis, adormecemos sem dificuldade.

Si disse...

Tretoso,
As duas, suponho...

Si disse...

De dentro pra fora,
São as tais reflexões de que fala a Gi...

Si disse...

António,
É um sortudo.
Aproveite bem essa capacidade!

1/4 de Fada disse...

A única coisa que me tira o sono é tomar café demais. Tenho uma sorte enorme e raramente sofro de insónias, por maiores problemas que tenha.

P.S. Roube o post e use-o da maneira que achar melhor. O livro é muito bom, vale a pena ler.

Si disse...

Filoxera,
Precisamente. Ou não faria qualquer efeito sobre a insónia.

Si disse...

Miepeee,
Foi uma conjugação de factores, que levou a uma reflexão sobre as vezes que tomamos como garantido e não damos valor ao que temos mesmo ao nosso lado.

Si disse...

Fada,
Nem sabe a sorte que tem...

P.S. Mesmo sem a sua autorização expressa, já o 'roubei' e agendei para a próxima 6ª feira. Achei fabuloso.

Rafeiro Perfumado disse...

Já tentaste abaná-lo? É que a mim o que me causa insónia são os roncos!

Beijoca!

PS: espero que as tuas visitas deixem de ser silenciosas

BlueVelvet disse...

Pelos vistos não só não está sozinha como está bem acompanhada.
Uma sorte!
Em qualquer caso sempre lhe aconselho um cházinho quente.
Beijinhos de mim para Si

pedro oliveira disse...

Si,
É um gosto ler os teus testamentos.A blogosfera é uma coisa fantástica, não é?
Bom dia!

Po
Vilaforte

Si disse...

Velvet,
Sim, sou uma sortuda, mesmo.
E o chá já está a sair, bem quentinho, que está um frio dos diabos!!
Beijinhos azuis

Si disse...

Pedro,
Obrigada. O meu poder de síntese não constou da lista de qualidades atribuidas, quando nasci....
rsrsrs
E, de facto, a blogosfera é fantástica, sim.
Bom dia também para si

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Outro comentario que fiz aqui e também não entrou? Oh não!Será alguma praga?