quinta-feira, 6 de novembro de 2008

hino aos ARES de outono



Cara Vizinhança,
Deitei-me esta madrugada, já passava das 4 horas, num esforço complexo de composição musical, inspirado pelas actividades rotineiras de um dia de outono, numa casa daqui do Bairro, que alberga uma figura de relevo na blogoclasse política.Sentada ao piano, acompanhada à guitarra e de pauta na mão, escrevi esta letra que deve ser trauteada com a melodia, que eu também escrevi, e que foi abusivamente apropriada por um senhor.., ai ...., como é que ele se chama???......Godunha?....não.....Gordinho??....também não.... ai, ajudem-me.....o quê??? ahhhh, sim, pois, Godinho, Sérgio Godinho, é isso...(eu lá consigo fixar o nome do raça do homem?? ninguém sabe quem ele é, humpf!)

Afinem-se os contraltos, aqueçam-se os tenores, perfilem-se os barítonos e um, dois e três e quatro, todos em conjunto:



Com um friozinho nos ossos



E a cara corada



Fechaste a porta ao ar



Trazias a chavena de chá



Passeando de cá para lá



A arrefecer para não te queimar



Conheço tão bem esses ossos



E nunca me enganam



O que é que aconteceu diz lá



É que hoje moeu-me a artrose



E coisa mais dolorosa no mundo não há



É que hoje moeu-me a artrose



E coisa mais dolorosa no mundo não há



Com um friozinho nos ossos



Metemos o carro



Na garagem do nosso T2



Ou seja fizemos hipotecas



Trocámos torradeiras



Torrámos pão duro os dois



Trocámos de roupa



Trocámos pantufas



Trocámos de mantas, a azul p'la marron



E com um friozinho nos ossos



Trocámos samarras



Que estar bem quente é tão bom



E com um friozinho nos ossos



Trocámos samarras



Que estar bem quente é tão bom



E o que é que foi que ele disse?



E o que é que foi que ele disse?



Hoje vou ficar rouco



Hoje vou ficar rouco



Hoje vou ficar rouco ( + 5 vezes)



Passa aí mais um bocadinho



Que a chaleira já tem pouco



Este frio é tanto



Este frio é tanto



Este frio é tanto ( + 5 vezes)



Portanto



Vou ficar rouco.
Adenda, que nada tem a ver com o post supra, mas que dá jeito:
Caros Vizinhos,
Para já, para já, agradeço os comentários feitos a esta inspiração insidiosa e brincalhona que me fez alterar a letra da autoria de um grande músico português, ao ritmo a que me batiam os dentes de frio.

Depois, e em rescaldo de eleições americanas, peço-vos AJUDA numa sondagem à boca das urnas para um assunto cá para casa. É que há tempos, escrevi uma historieta que gostava de publicar aqui, só que, para respeitar o máximo de palavras que normalmente uma pessoa tem de paciência para ler, neste formato, a coisa dá, no mínimo, para 3 posts....

Pergunta difícil: Preferem tudo de uma vez ou corto aos bocadinhos???

As vossas opiniões serão muito muito bem vindas e a ajuda preciosíssima!!

13 comentários:

salvoconduto disse...

Raios me parta se não está alguém a desafinar! É sempre assim...

Tretoso Mor disse...

Si,

eheheheh!

Espectáculo!

Tive de a trautear toda.

Tretices melódicas de mim para Si

BlueVelvet disse...

Ai que me dá uma coisinha má.
Uma não. Duas.
Uma porque é vizinha SÓ do Sérgio Godinho. Ai...
E depois porque me muscambilhou uma das canções que mais gosto da língua portuguesa.
Se não estivesse ainda debaixo do efeito Obama, juro que me desmadrinhava.
Mas assim, escapa desta:))
Beijinhos de mim para Si

Antonio saramago disse...

SÓ CAFÉ E SAMARRAS? ENTÃO E O RESTO?
Aquilo que é realmente o quentinho e que até mesmo com muito frio faz transpirar?

Patti disse...

Que espectáculo Si! Eu bem sei que o Outono, o quentinho das mantas, os pés dentro de meias de lã e o cházinho entre as mãos são deveras inspiradores.

O que eu não sabia era que também dava para compor...acho vou comprar um pífaro para começar.

E já mostrou ao Serginho?

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Espectáculo!
Vou guardar a letra, para me aliviar nos dias enervantes de Outono. E já agora, sou capaz de a aproveitar para música de fundo na sala de cinema que inaugurei hoje lá no meu Rochedo.

Patti disse...

Se for realmente quilométrica, pode dividir.Eu gosto de ler posts grandes e bons, n me importo nada. Mas a maioria não.

Rosa dos Ventos disse...

Por acaso sou contralto porque se fosse soprano não podia cantarolar! :-))
Gostei do que parodiaste e amei o Sérgio, como sempre.
Quanto à tal história eu prefiro ler em capítulos.

Abraço

de dentro pra fora.... disse...

.Bom, ouvi dizer que alguem desafinou mas juro que não fui eu :)....
Em relação ás sondagens , que tal se 'partires' a coisa a meio, assim nem dá 3 posts nem fica tudo num só...boa!?

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Si:
Penso que mais de 2500 a 3000 caracteres num post, é demasiado. Até há quem defenda que não se devem ultrapassar os 1000 a 1500Mas não é uma regra intransponível..
Como sabe, já quebrei a regra que sigo para o meu CR e amanhã vou fazê-lo mais uma vez, embora a dimensão do texto não ultrapasse muito os 3000.
Normalmente, guardo os textos muito longos para a sexta-feira.
Depois, tenho outra regra muito pessoal. Se me apetece escrever sobre um assunto da actualidade, que perderá interesse no dia seguinte, marimbo-me para o tamanho.
Esta questão leva-me a outra. Quando comecei o CR, escrevia só para mim. Quem fosse lá parar poderia gostar ou não, ser desmotivado pela etensão dos textos ou, pelo contrário, até gostar. Estava-me nas tintas.
Sei que hoje já não penso da mesma maneira, mas muitas vezes me interrogo se devo condicionar a minha escrita no blog aos desejos dos outros. No entanto, o prazer de convívio com a vizinhança, tem-me levado à auto-regulação.
Sei que as pax que amavelmente me visitam têm normalmente menos tempo para blogar do que eu e textos muito longos podem desmotivá-las.
Resumindo: textos grandes ou pquenos é uma opção pessoal. A blogosfera, felizmente, não tem regras.
Não sei se ajudei, mas pelo menos creio ter lançado algumas pistas.
Conchinhas

BlueVelvet disse...

Eu não me importo, mas há muita gente que não gosta de posts muito grandes, daí às vezes partir os meus.
Se houver suspense, dividindo é mais giro:)
Acho que tem que ser a Si a decidir.Beijinho

Gi disse...

So há uma pessoa com posts compridos que eu leio só de uma vez aqui no Blogobairro.

Das 2 uma: ou escreve o post na íntegra e eu leio-o em 3 prestações, ou escreve 3 posts e eu leio cada um de uma vez só.

Vekiki disse...

Si, não se consegue resistir a cantar esta nova letra adaptada à música do Sérgio Godinho! Parabéns!!! Eu acho que ele também tem um T2 aqui pelo Blogobairro. Porque é que não lhe envia a nova versão? Só p'ra ver a reacção!
Quanto ao post comprido, eu leio-o. Eu gosto de ler posts grandes quando são bem escritos, e os seus são sempre! Fico à espera :-)