domingo, 2 de novembro de 2008

Ponto de (Si)tuação # 3


Querido Diário,
Três semanas depois de ter vindo morar para esta casa, comecei a pensar se não seria engraçado, e enquanto a memória não me falha, registar nestas tuas folhas brancas, os primeiros passos que dei, do lado de cá da blogosfera.


Tudo começou com o convite que o Victor me lançou para comentar no blog que ele lançou. Sou sua amiga há muitos anos e, sabendo o período difícil que está atravessar, não me importei nada de lhe fazer a vontade, muito pelo contrário, até porque ambos partilhamos o gosto pela escrita e já não seria a primeira vez que líamos e criticávamos rabiscos com que um ou outro se lembrava de sujar uma folha de papel. Além disso, ele sempre demonstrou um sentido crítico muito apurado e cheio de sentido de humor, pelo que, logo vi que dali iam sair coisas interessantes.


O "Gosto de Ti Assim", foi o primeiro blog que visitei na vida e sem instruções de como funcionar com aquilo (e o "aquilo" era mesmo só deixar o prometido comentário!!), andei às aranhas e finalmente consegui. À laia de "desgarrada", em vez de deixar uma ou duas frases de concordância, discordância ou indiferença, espalhei a todo o comprido da caixa um possível seguimento ou justificação para o post que ele escrevera, de tal forma que, quando, orgulhosamente, o mostrei à A., um reprovador "Ó Mãe, isso não é um comentário, isso são praí 10 ou 15", saiu-lhe pela boca fora e eu fiquei estarrecida.


Só que o mal já estava feito e publicado, e não havia volta a dar-lhe, por isso, encolhi os ombros e disse para mim que o dono do blog até não haveria de se importar muito, que o texto até estava engraçadito e que me tinha dado um gozo valente escrevê-lo.

É esse texto que eu te vou aqui deixar, lembrando o 1º comentário que fiz num blog, a propósito de um post intitulado "O Tuningueiro":

Depois de alguma pesquisa, acho que descobri o ramo darwinista dos ascendentes dos "tuningueiros".No nosso tempo (sim, porque já lá vai algum), tinham um nome diferente: Pertenciam àquela sub-espécie de "Tonis" e "Zézés", cuja actividade económica principal residia na venda de azeite; aos molhos, aos kilos, às paletes!!Se há grandes diferenças, as semelhanças, são, no entanto, bem evidentes:Cada folículo capilar, rigorosamente empastado com "brilhantina" sebosa, mas com patilhas cabeludas e negras de "Restaurador Olex"; as camisolas justas, sim, mas com grandes colarinhos de fora, à "aviador"; correntes também: de ouro, grossas, penduradas ao pescoço, emergindo pelo meio dos fartos cabelos do peito, onde, ainda se vislumbrava a tatuagem azul, em forma de coração, com a inscrição "Amor de Mãe". As calças só eram diferentes na largura: se os "tuningueiros" as preferem de ganga e justas, os seus antepassados gostavam de "terylene" e largueza: especialmente nos fundilhos, à boca de sino; e daqui espreitavam os sapatos. Não botas à cowboy, mas, mesmo assim, sem dispensar o formato bicudinho, polidinho, envernizadinho, e com um tudo nada de tacão.Dos apêndices articulados que lhes pendiam do final dos braços, uma característica marcante: a unha do dedo mindinho, descomunal e amarela, multifacetada na utilização: limpa cerume, limpa sarro de outras unhas, indispensável para desembaraçar da sopa os pelos do bigode.Finalmente, encandeado pelas lentes espelhadas dos "Rayban" da FIC (Feira Internacional de Custóias), qual ADN mitocondrial, que liga estas duas espécies, surge o antecessor de todos os equipamentos "tuningueiros": o rádio de plástico, encardido nas ranhuras, a pilhas não alcalinas nem recarregáveis, colado ao apêndice auditivo, enquanto berra um faduncho do Marceneiro.É altura para citar o velho mestre: mudam-se os tempos.......
12 de Julho de 2008 0:40


Então, que dizes, Querido Diário?? Não tenho mesmo emenda, pois não??
Beijinhos,

Si

P.S. - Só para terminar, esqueci-me de te dizer, que lá no blog do Victor tinha assim uns títulos, do lado direito, sublinhados por baixo. Um deles dizia "Crónicas do Rochedo" e não é que dava para clicar e tudo.....???

14 comentários:

Tretoso Mor disse...

Si,

Toca a todos! lol

Eu, ainda hoje em dia, tenho situações em que não consigo registar os meus comentários. lol

Mas olha que para primeiro comentário, foste arrojada. :))

Tretices madrugadoras para ti.

http://tretas-da-vida.blogs.sapo.pt/

Mar Profundo disse...

Olá, venho dar a conhecer o meu novo blog, apos alguns dias para ficar tudo bem decidi começar com ele hoje, espero que goste de o visitar e que faça parte dos seus favoritos... com o tempos darei a conhecer o que gosto de fazer - Escrever..

Beijos e boa visita.

http://marprofundo.mine.nu

Patti disse...

Está muito engraçada esta sua confissão no seu diário, aos domingos. Mantenha-a.

E não se esqueça, que foi pelos seus comentários à laia de post ou mesmo de relatório -porqeu não- que lhe achamos graça, por isso minha senhora estique-se sempre que quiser, pois é a sua imagem de marca.

O que é aquilo? É um post? Um artigo de jornal? Uma crónica? Um livro? Não, é a Si a comentar!

Adorei o terylene e a largueza...

Miepeee disse...

Saiu-se muito bem :)

Antonio saramago disse...

Há quem fale pelos "cotovelos" tu escreves não por estes, mas sim com uma intencionalidade muito forte, vais deixando que os dedos transformem as letras em palavras e não importa se é curta ou longa a descrição o que importa é que o fazes com prazer e o fazes muito bem.
Parabéns!!!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Lembro-me perfeitamente que nos encontrámos no blog do Victor Cardoso, que eu um dia visitei, depois de ele ter deixado um simpático comentário no CR. Concordei com o comentário que a Si fazia a um post e, a partir daí, começámos a encontrar-nos também na minha caixa de comentários.
É altura de dizer que
eu gostava muito do blog do Victor e tenho pena que ele o tenha abandonado. Lembro-me também do post sobre o tuningueiro, que me fez sorrir bastante.
Gostava de ver o Victor a escrever novamente... mas foi um prazer tê-la "conhecido" e ver nascer este seu blog.
Agora, se convencer o Victor a voltar aos seus escritos, será o complemento perfeito!
E já agora, deixe-me secundar a Patti: continue com estes comentários de domingo. Nem sempre blogo ao domingo, mas vir aqui faz-me bem.Gosto destas "recordações".
Um bom domingo para Si.

Si disse...

Tretoso,
Pois, quer dizer, se tivesse sido só no primeiro comentário...o pior é que depois tomei-lhe o gosto e pronto, deu no que deu...
Prendinhas da treta

Si disse...

Mar Profundo,
Seja bem vinda e que a sua presença na blogosfera seja profícua.
Volte quando quiser.

Si disse...

Patti,
Incorrigível, completamente.
A capacidade de síntese foi prenda que não me calhou no sapatinho, e depois lá saem os tais comentários SUPERlativos.
Ainda bem que gostou do terylene, eheheh

Si disse...

Miepeee,
Obrigada.
Mas por onde andou, que já não a via por aqui há tanto tempo?
A chaleira sempre ao lume e a chávena quase fria...
Volte mais vezes por favor, sim?

Si disse...

António,
Já não seria a primeira vez que utilizaria essa expressão para me auto-retratar. O que vale mesmo é que tenho uns vizinhos simpáticos que me aturam essa irrequietude dos dedos nas teclas.
Obrigada pelo incentivo.

Si disse...

Carlos,
A sua memória, como é hábito, não falha. E ainda por cima deu-me razão, veja lá!
O blog do Victor não está abandonado, espero, apenas suspenso enquanto ele faz algumas reflexões. Talvez mais visitas o incentivem, quem sabe.....
Quanto ao diário, vou mantê-lo, sim e para a semana poderá ler mais "recuerdos".

BlueVelvet disse...

LOL,
mas foi exactamente pelo tamanho e qualidade do seu 1º comentário no meu blog que conseguiu a senha de entrada...
Cada vez que me lembro que lhe disse que era 1ª vez que publicava o comentário de alguém que tinha um blog onde eu não tinha entrada, só me apetece enfiar-me no buraco...da camada de ozono.
Ainda bem que não me ligou e continuou...e vai continuar.
Beijinhos e boa semana

Si disse...

Velvet,
Realmente, só esta vizinhança para me dar trela e abrigo.
Isto é que é um blogobairro de luxo, não é??
Prendinhas azuis e beijinhos