quinta-feira, 19 de novembro de 2009

preto no branco

foto daqui

Ao dar a laçada do é, ao pôr a perninha do á, ou mesmo o rabinho do quê, aquelas que acabei de deixar bem definidas em cada volta do punho, puxam-me de novo para que as repita. Querem que as use outra vez, talvez por outra ordem, talvez por outra causa.
E assim, às vezes distraio-me de mim e, sem querer, vou.

participação no desafio Fábrica de Letras

14 comentários:

Gi disse...

Olha a Si também partiSIpou no desafio. SIm SInhora.
À é quê? É um desafio, pessoal, partiSIpem como eu e a SI fizemos.

Patti disse...

Uma ternura de texto. Tem aí alguma coisa de reescrita ...

pedro oliveira disse...

vais e muito bem!

Brown Eyes disse...

Quem não se distrai de si?

paulofski disse...

Um conto que encanta e borda letras de fantasia, e se fantasia!

fugidia disse...

É mesmo deliciosa esta conjugação de letras :-D

Lala disse...

Olá! Li e reli... e ela, a letrinha, apenas pediu: "só mais uma veeeeeez"! Não fui capaz de a ignorar... não fui capaz!

Gostei do Texto, Si.
Bjs

cristina ribeiro disse...

Se isto não é prosa poética...
Há uns anos li um livro intitulado « Vai Aonde te Leva o Coração »...

Violeta disse...

Gostei!

BlueVelvet disse...

Não sabia deste desafio, mas que bem se saiu.
As letrinhas estão sempre a puxar-lhe pela imaginação. E bem!
A preto e branco ou a cores.
Beijinhos de mim para Si

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Texto bordado a ponto de cruz...

Lúcia disse...

Ó Si, haja criatividade para uma coisinha tão simples e mimosa:)

Dulce Braga disse...

Que prosa filigranada !

Gingerbread Girl disse...

E vais pra onde? :p