sexta-feira, 13 de março de 2009

introspecção # 2


(clicar para aumentar)

pensar, idealizar, descodificar, inspirar, imaginar, codificar.



e quando se esgotarem as palavras?



só haverá tempo e sabedoria para escrever



fim

12 comentários:

BlueVelvet disse...

Ora aqui está um perigo que a Sôdona Si não corre.
Como escreveu o poeta, " que as palavras nunca se gastem ".
Beijinhos de mim para Si

salvoconduto disse...

Quando muito, o princípio...outras virão.

Pitanga Doce disse...

"só haverá tempo e sabedoria para escrever"...e sentir minha cara Si. Sen-tir! Ainda que não falemos nem pensemos, ficaremos ao um canto a Sen-tir. Só.

beijos de boa noite

Antonio saramago disse...

Mesmo para escrever são necessárias palavras e essas nunca te faltarão.
Aproveito para desejar um óptimo FDS.

paulofski disse...

... escrever fim de bom fim-de-semana.

:)

Beijinho.

R.Rosmaninho disse...

Tempo e sabedoria para escrever: "Pausa para sentir. Volto Já".
Parabéns pelo blog

Gi disse...

Uff!Até que em fim que consegui agarrar um computador movido a Red Bull, estava a ver que não!

Quanto ao post: Quando se esgotarem as palavras, faz-se renovação de stock.
Bem, já estivemos a escrever melhor. ;) (Brincadeirinha)

Si disse...

Ohhh, Gi!
Ando com o stock um bocado esgotado e o fornecedor anda a falhar com as entregas, porque, por causa da crise, teve de combater os preços com importações da China e dá uma trabalheira desgraçada escolher as boas entre as que vêm com defeito...
Estava a pensar comprar umas melhores com o prémio do seu blog, mas esse também me fugiu.
Lá no seu armazém não me encontra umas jeitosinhas??????

Patti disse...

Não esgotam Si, precisam é de tempo, maturação, espaço, ensejo, sugestão...tudo sem esforço, com pouco compromisso.

E naturalmente surgem...assim sem mais nada, quase sem motivo. Quase.

Beijinho e bom fim-de semana.

Filoxera disse...

As palavras esgotam-se?
Eu acho que não. Podemos é ter mais para sentir do que para dizer. ou pudor em exprimir o que é demasiado íntimo, o que é chocante ou o que parece poder não interessar a ninguém.
Concorda?
Beijinhos.

Si disse...

Filoxera,
Normalmente não tenho grandes problemas em sentir seja o que seja, embora, de facto, não use o blog para grandes relatos de intimismo.
Esta meia dúzia de palavras (que nem sequer gostei de escrever!!)tem mais a ver com a própria dinâmica deste espaço, o facto de me permitir entrar num mundo silencioso e absorto e, acima de tudo, de me arrancar palavras que talvez nunca dissesse (escrevesse), se ele não existisse.
E porque só gosto de publicar aquilo de que gostei mesmo de escrever, mas nem sempre consigo realizar todas as tarefas que aqui se implicam, muitas já são, de facto, as palavras que me vão faltando, pelo menos aquelas que eu possa levar comigo para aquele mundo àparte...
Beijinhos!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Só não acontece a quem não escreve. São fases...