terça-feira, 20 de janeiro de 2009

conhecer-me


o que está em mim não revelo

o que sai de mim é apenas isto

o que vem pra mim reservo

no porvir incerto de que existo


13 comentários:

Fatima disse...

Não sabia que também eras uma mulher do Norte!
Coisas que se descobrem...

http://simecqcultura.blogspot.com/

Vekiki disse...

fazes bem :)

Patti disse...

Às vezes também acordo assim, com mais vontade de saber quem sou.

Antonio saramago disse...

Tenho muitos dias que nada sei de mim, nem sequer o chão que piso.

Gi disse...

Eu venho aqui deixar a minha pegada e revelar-lhe que lhe reservo um lugar na minha existência.

pedro oliveira disse...

ás vezes sou que nem o Variações, só estou bem onde não estou.

Po
vilaforte

paulofski disse...

37 ou 38?!

1/4 de Fada disse...

Um poema a fazer justiça ao nome do blog. E muito belo.

Miepeee disse...

Penso que no fundo, de vez em quando andamos todos a procura de nos conhecer-mos um pouco melhor. A vida nao e estatica, tal como os nossos pensamentos nao o sao, emboar a integridade e os valores se mantenham.
Beijinho.

Si disse...

Gi,
Sem querer desmerecer todos os que por aqui passam e que eu muito prezo, tenho que lhe dizer que o seu comentário deve ter sido dos mais bonitos que já publiquei neste blog...
Obrigado.

BlueVelvet disse...

Depois de um dia histórico, vir aqui e ler este poema é a cereja em cima do bolo.
É fechar com chave de ouro.
Espero que continue a deixar a sua marca no meu jardim.
Beijinhos de mim para Si

Si disse...

Velvet,
Com muito gosto. Como sempre!
Beijinhos

sol disse...

De mim para Si, esta pégada ficará marcada para sempre aqui, no meu cantinhodacasa.
Beijinho