quarta-feira, 27 de maio de 2009

pretérito (quase) perfeito


Eram entre 15 a 16 horas de uma compostura irrepreensível, a coberto de um Armani de trespasse, a envelopar uma figura direita, de ombros largos e pescoço esguio, emergindo do colarinho engomado e estilosamente enforcado pela gravata lilás.
Os tacões rasos dos Ferragamo engraxadamente brilhantes, nasciam a dois centímetros exactos do repouso vincado da baínha das calças e amparavam, eles próprios, um parzinho de pés delicados, bem hidratados, de tamanho pouco usual em figuras masculinas com aquela altura.
Dos punhos abotoados a ouro, saíam uma mãos macias, quase femininas, que comandavam diariamente o escanhoado escrupuloso de uma barba rija, vencida pela lâmina de precisão da última geração de Gillettes, porque eram o melhor para o homem, e pelo creme anti-rugas da L'Oreal, porque ele merecia.
Um sorriso de dentes brancos Sensodyne, a contrastar com a pele morena, o esverdeado do par de olhos, sempre que necessário, protegidos pela armação Gucci e o brilho de gel no revolto dos cabelos, completavam a imagem do bem sucedido self-made man, que espalhava cumprimentos pela sala, depois de mais uma reunião de negócios.
Finalmente pôde descansar de mais um dia de trabalho intenso.
Despiu-se metodicamente e alinhou os sapatos dentro do roupeiro.
Deitou-se de barriga para o ar e adormeceu, de boca aberta, deixando escorrer os fios da baba para a almofada e ressonando sonoramente, até o encontrão cotovelado da obesa esposa o fazer virar-se e calar.


20 comentários:

salvoconduto disse...

Mal comecei a ler disse logo: "prontos" mais outra, com a mania de trazer para aqui para o bairro tipo abichanados...
Vi logo que só podia ser fumaça, e ainda por cima baba-se. Tenho que aproveitar e trazer uma "gajas boas" aqui pró bairro, patroa fora dia santo na loja!

Miepeee disse...

A medida que ia lendo estava a pensar mas onde e que o homem nao e perfeito? Tinha que vir a baba e as roncadelas para estragar tudo.
Nem sempre aquela expressao do habito faz o monge, se aplica nao e?
Beijinho.

pedro oliveira disse...

Afinal os homens não são todos iguais,lol

bjs

Pepper disse...

Também existe este texto no feminino....

:D

Beijo

Pitanga Doce disse...

Não sei se rio ou se choro. Vou pensar o que faço e volto logo mais com a resposta.

E o homem baba!!!!

de dentro pra fora.... disse...

Não podia ser tudo tãooo bom, "quando a esmola é demais o pobre desconfia" já dizia a minha Avó :)

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Quando li fatinho Armani, julguei que ia derivar para outros lados, mas afinal é um comum mortal.

Si disse...

Salvo,
Comporte-se, vizinho, comporte-se, que olhe que as coimas caem quando menos se espera!!!
É que EU estou cá, incumbida que fui de vigiar as actividades ilícitas!!

Si disse...

Miepeee,
Ai não faz, não!
E é que só se descobre quando já é tarde demais...rsrsrsr!

Si disse...

Pedro,
Pois, já estou a ver que não ronca.
Ficam-lhe muito bem esses sentimentos, principalmente porque quem ronca, nunca se ouve a si próprio!

Si disse...

Pepper,
Isso não é para se dizer.... :)

Si disse...

Pitanga,
Rir é o melhor remédio!
De boca escancarada, gargalhada espontânea, a verem-se os dentes todos e a 'campaínha' da garganta.
Quem chora, também se baba!

Si disse...

De dentro,
Exactamente!
Nunca se pode confiar na embalagem, tem que se ler o rótulo todo e as instruções de uso!

Si disse...

Carlos,
E não é mesmo??
Mas será que alguma vez pensou nisso, quando convidou aquelas meninas todas acaloradas lá para o Rochedo??

cristina ribeiro disse...

Truz-truz, venho apresentar~me como vizinha que passa muitas vezes pela Si, e nunca a cumprimentou ( será o post de ontem do Carlos a despertar consciências? :) ).
A mim lembrou-me aquelas mulheres que, moda obrigava, se punham totalmente à vontade quando tiravam o espartilho: o homem voltou àquilo que na verdade era, e tentava esconder do olhar de todos...

Mike disse...

Acho, na minha modesta opinião, que o Salvoconduto tem razão, Si. É meio abichanado, cheio de frescura e afinal... só não digo que a montanha pariu um rato porque ela é obesa. (risos)
(acho que estes risos me vão sair caros... mais risos... agora estou feito)

Luísa disse...

Querida Si, durante os seis primeiros parágrafos, estive solidária com toda a incomodidade da rigidez do fatinho de trespasse, do estrangulamento da gravata, do aperto do sapato pontiagudo, do ardor de um maxilar certamente escanhoado duas ou três vezes por dia (ou, de tarde, já estaria azul), da via-sacra dos cumprimentos pela sala… aguardando, ansiosamente, pelo sétimo parágrafo libertador. E que libertação, Si! Deixemos o nosso desgraçado «metro…» espumar e ressonar em paz… e ignorar a mulher obesa (como desconfio que tenta fazer todas as noites). ;-D

paulofski disse...

Nem no descanso o guerreiro tem sossego. Vai daí em conversas no feminino a esposa deixa as amigas a babarem-se!

Filoxera disse...

Xiii! Tanta publicidade...
Agora a sério, o post está giro.
Beijos.

Devaneante disse...

Pois é, as aparências iludem... como iludem!...