quinta-feira, 10 de setembro de 2009

terá sido???


Estou sentada em frente ao computador, a alinhavar umas linhas para publicar neste meu caderno de apontamentos, que já se tornou um apêndice dos meus dedos. A janela aberta, neste final de tarde, traz-me o ritmo de tambores africanos, viajados pelo Brasil e tocados em Portugal.
É estranho como se misturam no ar.
É estranho como são familiares ao chilreio dos melros, ao curru rouco das pombas, ao ladrar de um cão na quinta.
Nunca lá entrei, mas sei: todos, rapazes e raparigas, vestidos de branco, em roupas soltas, a formar um círculo, onde, par a par se junta no centro, mesclando bailado com luta, estratégias de distracção, com movimentos acrobáticos.
E cânticos.
Ao som dos tantans.
A rufar, debaixo de dedos que se atraem por outras peles.
Capoeira, chamam-lhe.
E eu, estranhamente, gosto daquele som que me embala e sacode.
Terá sido assim que os Portugueses se apaixonaram pelas terras de além-mar?

16 comentários:

pedro oliveira disse...

Provavelmente.O samba e a capoeira são expresões artisticas que cativam.

Sónia disse...

Eu adoro capoeira!!!
Isto é, não partci,mas adoro ver.
Há uma magina em volta.

Antonio saramago disse...

OS PORTUGUESES APAIXONARAM-SE por terras de ALEM-MAR porque os fascinou a terra vermelha e o seu cheiro único...

Pitanga Doce disse...

Adivinha só quem já "jogou capoeira"? Julinha é claro, na escola, em festa do Folclore Brasileiro. A leveza das crianças, os corpos "voando" no ar, é bonito de se ver, mas eu gostava mais de vê-la dançando ballet.

bom dia Si

E a PresidentA?

Luísa disse...

Há qualquer coisa no batuque africano que me fala ao corpo, Si. Irresistivelmente, entro logo no balanço. Aquele ritmo coincide, talvez, com o de alguma das minhas «cordas vitais»... ;-)

Gi disse...

Não me parece que tenha sido o som que os cativou ... mas o cheiro, o exotismo e a riqueza ... especialmente a riqueza. ;)

Kristal disse...

Acho muito bonito que a Si goste do som que a embala e sacode,mas creio que outros valores apaixonaram os Portugueses pelo além-mar.Espartilhados pelos hermanos.com o mar como escape... depois o cravo,a canela,o oiro,as pedras preciosas ,recentemente o petróleo,etc ditaram as suas grandes paixões,certamente.Veja só como sou tão prosaica!

Violeta disse...

quem sabe...
bjocas

Rosa dos Ventos disse...

Exactamente, Kristal!
Foi pelas danças, pelos cheiros, pelos sabores, pelo tacto...
Entre o mar e Castela tinham que partir e felizmente que encontraram novas terras, novas gentes, novas vivências que habitam agora entre nós!

Abraço

Dulce Braga disse...

Si
Mulher de palavra...tô gostando de ver! Eu estava esperando este post desde que vc prometeu no meu. Si eu como a Luisa não posso ouvir um batuque e um berimbau, sem balançar o quadril!;)

Justine disse...

É um ritmo fascinante e sedutor, porque nos fala de liberdade, e luta, e humanidade. É muito interessante a história da capoeira.

continuando assim... disse...

quem sabe... :)

passa por lá ...tenho lá uma prenda para ti

espero que gostes

beijinho
Teresa

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Provavelmente ajudou...

Patti disse...

O som, a cor, o movimento, a sensualidade e a subtil dinâmica da própria dança.

atento disse...

Depois de uma dura viagem, qualquer coisa que mexesse em terra firme, era um delírio:).

Filoxera disse...

Pode ter SIdo uma das razões, mas há tantas...
Está uma distinção à sua espera no EQ.
Beijos.