segunda-feira, 29 de junho de 2009

carta aberta à vizinhança - acreditem se conseguirem, eu ainda tenho dificuldade


Faz hoje, precisamente, um mês que a internet me falhou, devido a um enooooooooorme surto de estupidez crónica e incompetência por parte dos serviços da operadora que detinha as minhas contas de ADSL. Contra todas as regras de bom senso e de racionalidade, a fornecedora destes serviços (que não divulgarei aqui, por estar já em curso o fundamento de acusação, em lugar próprio) teve a brilhantíssima ideia, durante uma actualização de rotina, de transferir para outro titular estas contas, pessoais e empresariais.
Tal esperteza saloia, para não lhe chamar outra coisa, provocou o cancelamento de umas e o acesso a um tráfego limitadíssimo noutras, impedindo o decurso do trabalho diário de umas dezenas de pessoas.
Um mês depois, o problema continua e, o mais fantástico disto tudo, é que, apesar das incontáveis reclamações para o call center, quer telefónicas, quer escritas, de ter arranjado os mais elaborados esquemas de 'cunhas' para contornar o bloqueio imposto pelos assistentes, pasmem-se, ó gentes, ninguém se responsabilizou pelo erro, e, se consegui falar com a mesma pessoa duas vezes, já foi um milagre.
Impossível! dirão uns.
Exagero! dirão outros.
Neste país? Nunca! afirmarão ainda os mais crentes.
Ai não??
Pois, eu também fazia parte deste rol de inocentes, que ainda pensam (pensavam!!!) que o estafermo do energúmeno, com mais do que cinco dedos em cada mão, que carregou no botão errado do computador, poderia, apenas com um simples 'undo', colocar tudo no sítio outra vez.
Aparentemente, não.
Não há dúvida. Estamos sempre a aprender.


P.S. Qualquer semelhança entre o estado de espírito da mocinha da foto acima e o da autora deste blog, não é pura coincidência. Volto um dia destes, quando me deixarem.

12 comentários:

Gi disse...

Ó Sô Dona Si se precisar a Patti tem um rol de barafustações que ajudam a pôr essa gente no lugar. :)

Ela ensina-lhe o reportório, não é Patti?

salvoconduto disse...

Eu posso ajudar, emprestando-lhe um martelo...

À cautela, vá-se preparando para ir a Fátima, se for crente, claro.

paulofski disse...

Isso, isso, nem que para isso a malta do blogobairro se junte numa petição.

Patti disse...

Afinfe-lhes canudo!

cristina ribeiro disse...

Muuuita revolta, muuuita paciência, e muuuita contenção para não os mandar pastar - eu já estive muito perto de o fazer, Si...

Violeta disse...

Estou assim com a EDP. Sou solidária contigo

BlueVelvet disse...

E que tal mudar de operadora?
Sempre tinha net num instantinho.
Beijinhos de mim para Si

pedro oliveira disse...

Muda de operadora e manda-os dar uma volta ao bilhar grande.
bjs

Pepper disse...

Eu mandava-os para um sítio que eu cá sei...

Beijos

annie hall disse...

Mude , não merecem que pera tempo com estes.

Filoxera disse...

Este é o país da irresponsabilidade e da injustiça.
Só nos CTT apresentei 3 queixas no ano passado e a Anacom respondeu afirmando que, sem registo, não se apuram responsabilidades na distribuição da correspondência.
Na Fnac tive de bater o pé para me arranjarem um aparelho; ficaram boquiabertos quanod lhes exigi um novo, pois haviam passados os 30 dias de conserto.
E outros exemplos teria, que o sono e o receio de maçar silenciam.
Beijinhos.

Antonio saramago disse...

BEM Á PORTUGUESA!!!
Muitos beijinhos e até ao meu regresso, se vier a suceder...